sexta-feira, 30 de julho de 2010

Eu sou mais eu, mais gata...

"O meu mundo era o apartamento
Detefon, almofada e trato
Todo dia filé-mignon
Ou mesmo um bom filé... de gato
Me diziam a todo momento,
Fique em casa não tome vento
Más é duro ficar na sua
Quando à luz da lua
Tantos gatos pela rua
Toda noite vão cantando assim:

Nós, gatos, já nascemos pobres
Porém, já nascemos livres
Senhor, Senhora ou Senhorio
Felino, não reconhecerás
De manhã, eu voltei pra casa
Fui barrada na portaria
Sem filé e sem almofada
Por causa da cantoria
Mas agora o meu dia-a-dia
É no meio da gataria
Pela rua virando lata
Eu sou mais eu, mais gata
Numa louca serenata
Que de noite sai cantando assim:

Nós, gatos, já nascemos pobres
Porém, já nascemos livres
Senhor, Senhora ou Senhorio
Felino, não reconhecerás."
(O Bando de Maria - História de uma Gata)


* Letra recebida da Dani Sk, do Quinta Poesia