terça-feira, 30 de agosto de 2011

UFC Rio, Popó "y otras cositas más"...

Entãããããããããããããããão...
Como todo mundo já está careca de saber, eu curto BOXE, desde criança...
Sim, eu não perdia uma luta, sequer, do Popó...
Sim, eu fiquei mega triste quando ele se aposentou...
E, siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim,
eu também gosto de filmes do gênero.

Bem, mas, ultimamente (ao menos na minha ignorante e humilde opinião...), o boxe anda perdendo espaço para o MMA.
Não, não sou profunda conhecedora ou tiete de carteirinha do MMA...
Mas...
Em minhas madrugadas insones, aos sábados, algumas vezes assisto às lutas que a Rede TV retransmite.
E fui pegando o gosto pela coisa, de modo que esperei ansiosamente pelo UFC RIO, que aconteceu neste último sábado, e que foi transmitido ao vivo!!!
E, em que pese o fato de a luta mais importante ter sido a última, do ANDERSON SILVA contra o japa Yushin Okami, não posso negar que fiquei empolgadíssima, mesmo, foi com a do MINOTAURO (contra o  Brendan Schaub), que, apesar de tantos títulos, nunca havia lutado no Brasil, e vinha de uma dolorosa e longa recuperação cirúrgica!
Aqui, o videozinho, para quem não assistiu ainda (ou quer rever):

Pois é...
Tem gente que acha muito estranho o fato de eu gostar de BOXE e/ou MMA (onde 2 criaturas ficam lá, se socando em público), porque sou menina (kkkkkkkkkkk), catequista e bla, bla, bla... e, principalmente, porque sou terminantemente contra, por exemplo, outras cositas violentas como touradas e rinhas de galo ou de cães...
Explico: num ringue de boxe, ou num octógno de MMA, ao menos aparentemente, são 2 pessoas inteligentes e conscientes que, livremente, se dispõem a lutar, correndo, sim, o risco de sofrerem sérias lesões físicas e, até, de morrerem, mas fazendo-o com TÉCNICA (afinal, é um esporte!!!) e SEGURANÇA MÉDICA. Mas, até onde eu sei, fazem isso, repito, livremente. Por isso, sequer concordo com o Vitor Belfort quando ele equipara os lutadores de MMA aos antigos gladiadores romanos, já que estes eram, em sua quase totalidade, escravos OBRIGADOS a lutarem até a morte para divertirem o populacho sedento de pão e circo... Uns poucos se tornavam tão bons que conseguiam, além de se manterem vivos (!!!), ganhar o suficiente para comprarem a própria liberdade. Mas a grande maioria sangrava até à morte nos coliseus da vida... Os lutadores de MMA (ou do que quer que seja, atualmente) não! São livres, treinados, experientes e ganham, vamos combinar, bastante dindin e fama com toda aquela pancadaria (e o melhor: os realmente sérios aprendem a canalizar a sua força e "violência" para baterem na pessoa certa, na hora certa e pelo motivo certo, ou seja, APENAS durante a luta)... Totalmente diferente, portanto, de um toureiro, que coloca aquela suspeitíssima roupinha justa e vai para a frente dum bicho que não pediu para estar ali, espetar-lhe até a morte, enquanto milhares de sádicos vão à loucura, nas arquibancadas, com o cheiro do sangue... É, eu SEMPRE torço para o touro, ok? E o pior: algum idiota covarde que, sequer, tem coragem de entrar numa arena (isso, ao menos, o toureiro tem!!!) e transforma bichos em monstros para lutarem entre si, também até a morte...
Ah... Sem comentários...

Esclarecimentos feitos,
e retornando ao assunto BOXE,
uma ótima notícia:
O Popó vai fazer uma LUTA DE DESPEDIDA,
aqui em Brasília, no final de setembro!!!
O treino:

:))