quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Os primeiros FILMITCHOS de 2012!!!

Para começar muuuuuuuuito bem o ano,
resolvi rever ELSA & FRED
o divertidíssimo (e emocionante!!!) DVD que ganhei do meu amor, no ano passado!!!
ADOOOOOOOORO!!!

Depois, passei a 3 clássicos:
UM ESTRANHO NO NINHO, de 1975,
com a incrível atuação de Jack Nicholson:
"Bem, para quem não sabe, “Um estranho no ninho” (One Flew Over the Cuckoo’s Nest, no original) conta a história de Randle Patrick McMurphy, prisioneiro que banca o louco para sair da prisão direto para o manicômio. Mas, quando ele chega lá, percebe que as coisas não são nada fáceis e que sua idéia não foi tão boa assim. Incrivelmente, ele se comunica de maneira excelente com os pacientes e eles estabelecem uma ligação maravilhosa. É triste, triste demais constatar, com esse filme, o quanto o movimento de luta antimanicomial tem razão. É de cortar o coração as formas de tratamento que os portadores de sofrimento mental recebiam à época. E o pior: perceber que o desajustado McMurphy é a pessoa mais humana do manicômio. É ele quem mais pensa no bem-estar dos pacientes."
FANTÁSTICO!!!

TOURO INDOMÁVEL, de 1980, com Robert De Niro,
dirigido por Martin Scorsese:
"Por que Touro Indomável é o melhor filme da década de 80? Bom, para começo de conversa, não é um filme sobre boxe ou um esportista do gênero. Touro Indomável é um filme sobre um homem atormentado por seus pecados, entrando no ringue para apanhar. Ele bate, claro. E muito. Mas apenas para ter de volta a sensação de dor na carne, a punição com sangue, fraturas e hematomas. É como entrar no confessionário e sair de lá absolvido pelos Céus. Para Jake LaMotta (Robert De Niro), vencer era menos importante que o perdão divino. Ele jamais foi à lona, por mais que apanhasse de forma bestial. Há uma explicação para isso: Se fosse nocauteado, LaMotta teria sua punição interrompida. Só ele sabia a hora de parar."
Vale muito a pena ler a crítica completa AQUI!
Principalmente se você quiser saber o que se passava com o Scorsese à época das filmagens...
EXCELENTE!!!!

PAPILLON, de 1973,
com Steve McQueenDustin Hoffman:
Esta talvez seja a lembrança mais antiga de filme assistido com meus pais, pela TV, provavelmente no início da década de 80.
A "cena da barata" jamais será esquecida...
Bem, a história é verídica, apesar das controvérsias quanto a quem teria sido, de fato, o verdadeiro Papillon.
AQUI temos maiores informações.
Independente disso, é - sem dúvida - um dos melhores filmes do gênero.


Depois, 2 de terror/suspense:
ARRASTE-ME PARA O INFERNO:
"Christine Brown é uma ambiciosa analista de créditos de Los Angeles que tem um namorado encantador, o professor Clay Dalton. Sua vida está muito bem até que a misteriosa Sra. Ganush aparece no banco pedindo uma extensão de sua hipoteca. Christine deve seguir seus instintos e dar uma chance à velha senhora? Ou negar a extensão para impressionar seu chefe, Sr. Jacks e ficar a um passo de uma promoção? Infelizmente Christine escolhe a última, humilhando a Sra. Ganush e desapropiando sua casa. Como vingança, a velha senhora lhe roga a poderosa maldição de Lamia, transformando a vida de Christine em um verdadeiro inferno. Assombrada por um espírito do mal e incompreendida por um namorado cético, ela procura a ajuda do vidente Rham Jas para salvar sua alma da maldição eterna. Para ajudar a arruinada Christine a voltar a ter sua vida normal, o médium a coloca em um caminho frenético para reverter o feitiço. Na medida em que as forças do mal se aproximam, Christine tem que enfrentar o impensável: até onde irá para se livrar da maldição?"
Trailer AQUI.
SI-NIS-TRO!!!!

GARGANTA DO DIABO:
*Deste, em algum momento, eu já havia assistido algumas partes...
Mas valeu muuuuuuuuuito a pena ter visto tudo, agora, na íntegra!
FILMAÇO!!!

E, por fim, ontem, pela TV mesmo, o nacional SALVE GERAL,
de Sérgio Rezende:
A história central, embora fictícia, tem - como pano de fundo - as rebeliões e crimes, em massa, orquestrados pelo PCC, em maio de 2006, que aterrorizaram várias cidades do Brasil, especialmente São Paulo... Quem é brasileiro, lembra...
MUITO BOM!!!